Descubra a Costa Azul

Mares de terra, mares de água. Definitivamente um lugar a descobrir; uma grande riqueza de atracões, com forte influência do Atlântico e que vai adorar conhecer.

A Costa Azul conta com uma grande variedade de recursos paisagísticos e ambientais, é favorecida pela grande proximidade do mar e é de fato uma zona maravilhosa para se conhecer. Ao longo da costa existem falésias rochosas de rara beleza, imensas faixas de areia branca e pequenas baias que convidam à intimidade; tudo isto pautado por pequenas aldeias e vilas pitorescas. A região tem uma grande quantidade de atrações culturais que são alimentadas pela proximidade em relação a Lisboa.

A Costa Azul também se estende para o interior; deste modo temos praias, 2 estuários, montanha e planícies interiores. Uma mistura de cores e luz sempre com um charme muito especial e nas proximidades de uma capital Europeia. Um bálsamo, enfim, para os nossos olhos…

Enogastronomia na Costa Azul

Esta região de vinhos foi a zona que viu nascer produtores vitivinícolas que ainda hoje consideram a sua arte como o seu único modo de vida. À sua mesa, peixe e marisco trazem-lhe os sabores e os aromas do mar. Uma visita às suas propriedades é sempre um excelente pretexto para tomar conhecimento das suas histórias de vida, dos seus patrimónios, das artes, tradições e arquitetura da região e claro conhecer a sua gastronomia.

No que lhe diz respeito as zonas costeiras e interiores estão de acordo: peixe e marisco da primeira temperados com as ervas do interior invadem os pratos desta região. São duas diferentes tradições e mundos que no prato se cruzam e se mistura com a mestria dos que sabem potenciar os seus ingredientes. Essa riqueza não tem um dono especial. Ela foi inventada por todos, tendo o testemunho sido passado desde à muito de geração para geração…

Existem 2 tipos de paisagem na provincial de Setúbal: uma é caraterizada pelas vinhas plantadas em solos argilo- calcários entre os 100 e os 500mts de altura. Nestes terrenos, localizados nas encostas da serra da Arrábida, as vinhas encontram-se protegidas da influência abrasiva do Atlântico. A outra área, de solos arenosos, representa 80% da superfície total da zona demarcada de vinhos de Setúbal e inclui superfícies planas ou ligeiramente onduladas raramente excedendo os 150mts de altura. Estes solos são pobres mas ideais para a cultura de vinhas de alta qualidade.

A zona de vinhos de Setúbal é pioneira fazer vinhos bem construídos, como é o caso do vinho fortificado Moscatel de Setúbal. Embora a região só tenha sido demarcada em 1907 a produção deste vinho data de muitos séculos antes.

 

Património na Costa Azul

Encontre a verdadeira natureza da Costa Azul – o ex-libris da serra da Arrábida o Convento da Nº Srª da Arrábida, os castelos que defendiam Lisboa e a arte dos azulejaria Portuguesa.

A Costa Azul é um mosaico de possibilidades: da arte de fazer azulejos até aos passeios com golfinhos no estuário do Sado, das igrejas barrocas de Setúbal até à flora única da serra da Arrábida; cultura e natureza estão totalmente integradas neste mundo que o espera. Bem-vindo à natureza autêntica da Costa Azul.

Algo a não perder nesta sua visita é o Convento da Nª Srª da Arrábida, originariamente fundado pelos monges franciscanos que construíram celas, uma igreja e outros edifícios exteriores ao recinto original em 1542. Esta magnifica construção de pequenos edifícios nas encostas da serra assemelham-se a uma pequena aldeia com vistas magnificas para o mar e para a península de Tróia.

Se estiver interessado em conhecer a vida marítima da região, então é indispensável conhecer o forte da Arrábida, datado do séc. XVII. A sua missão original era defender a costa dos ataques de corsários e piratas; hoje alberga o Museu Oceanográfico do Parque Natural da Serra da Arrábida.

Para aqueles que gostam de castelos este é o local para se visitar: relativamente próximo vai encontrar 3 castelos que defendiam Lisboa no Sul, no oeste (Atlântico) e no Este (interior). Hoje podemos caminhar dentro das suas muralhas e perguntarmos a nós próprios como foi possível a uma tão pequena população (à altura) viver e prosperar entre ataques, que poderiam provir de tantos lados.

Nenhum tour à zona de Setúbal deverá terminar antes de se fazer uma paragem no Cabo Espichel, onde a Nº. Srª. do Cabo se encontra. O seu culto faz-nos recuar até a 1366. Neste local cheio de força e beleza agreste, construído em condições de grande dificuldade temos que olhar para o cenário quase cósmico, que se depara perante os nossos olhos: desde os dinossauros cujas pegadas ficaram para sempre inscritas nas falésias rochosas do local, até aos cultos de devoção a Nossa Srª. do Cabo, que afluíam aqui vindo de paragens distantes, tudo é mistério nesta paisagem e nestes edifícios religiosos…

 

Natureza na Costa Azul

Ao longo da Costa Azul existem sítios onde o ritmo frenético da vida é rapidamente esquecido e onde a natureza é revelada na sua plenitude. Venha e veja por si próprio.

 

A um passo do Paraíso

Ao longo da Costa Azul existem sítios onde o ritmo frenético da vida é rapidamente esquecido e onde a natureza é revelada na sua plenitude. Uma longa costa de praias acolhedoras, baias seguras e areias convidativas chamam os que os visitam para as férias de Verão.

Esta zona candidatou-se e já obteve vários prémios: único parque marítimo em Portugal, Membro do Club das mais bonitas baias do Mundo e candidato a Património Mundial. Impressionante não acha?

As praias são muitas vezes um fator decisivo para a escolha de férias e esta zona tem a esse respeito uma grande variedade de escolha. De que estamos afinal a falar? De cerca de 25kms de costa onde poderemos encontrar uma lagoa (separado do mar por dunas) de água doce e água salgada, muito procurada pelos praticantes de windsurf e outros desportos aquáticos. Temos de seguida o Meco, praia naturista cuja aldeia é muito procurada pelos Lisboetas devido à sua ambiência de praia e aos seus restaurantes com ambiente requintado, mas informal ao mesmo tempo. Existe ainda o Portinho da Arrábida com baias mais discretas e oferecendo um contacto mais intimista com o mar e por último temos a vila de Sesimbra situada numa encosta da serra da Arrábida e conhecida pelo seu peixe e marisco fresco. Impossível? Venha comprovar por si mesmo.

Mais a Sul o estuário do rio Sado tem outra importante reserva natural. Este vasto ecossistema comunica com o Oceano Atlântico e tem um notável diversidade de paisagens (cerca de 25.000hectares), por essa mesma razão. A reserva inclui no seu interior bancos de areia, zonas pantanosas, canaviais e matas. Mas a atração principal da reserva são as dúzias de golfinhos que vivem no estuário e deliciam crianças e adultos. São únicos em Portugal e muito fáceis de observar. Outras espécies em perigo na zona, são o morcego e a lontra.