Peixe e Marisco; harmonização com Vinhos Portugueses

Por definição, uma harmonização traduz-se numericamente em conjuntos de duas pessoas ou em produtos que ajam entre si e se beneficiem mutuamente. Com isso em mente, gostaria de falar sobre harmonização de vinho e comida, que é o processo de combinar óptimos pratos, com óptimos vinhos. O principal conceito por trás dos emparelhamentos é que […]

Por definição, uma harmonização traduz-se numericamente em conjuntos de duas pessoas ou em produtos que ajam entre si e se beneficiem mutuamente. Com isso em mente, gostaria de falar sobre harmonização de vinho e comida, que é o processo de combinar óptimos pratos, com óptimos vinhos. O principal conceito por trás dos emparelhamentos é que certos elementos (como textura e sabor) da comida e do vinho reagem de maneira diferente entre si; encontrar a combinação certa desses elementos tornará toda a experiência gastronómica muito mais agradável.

Peixe e marisco figuram com destaque na cozinha portuguesa. O Bacalhau salgado está muito acima do segundo peixe mais popular em Portugal e é consumido em quase todo o país. De fato, o bacalhau é tão popular que existem pelo menos 365 receitas diferentes de bacalhau (uma para cada dia do ano), e alguns dizem que existem mais de mil. O Bacalhau à Gomes de Sá é talvez a preparação mais comum – um bacalhau com sal, cebola e batata que leva um entalão no forno.

O Bacalhau À Brás (à esquerda) apresenta os ovos mexidos como ingrediente principal. O Bacalhau À Marinheiro também é muito popular, com bacalhau cozido com batatas, cebolas, gemas de ovos, natas, vinho e  pão esfarelado.

 

Para quem gosta de todos os tipos de peixe, a mesa portuguesa oferece um prato magnífico chamado Cataplana de Peixe. Este prato, que tem origem no Algarve (ver à direita), é na verdade uma cataplana de peixe e marisco; tamboril, anchova, robalo, garoupa, camarão, amêijoas, linguiça, bacon e ervas aromáticas. Esses ingredientes são cozidos numa cataplana ou num dispositivo de metal com duas faces que são juntas para preservar o suco durante o cozimento (veja à esquerda). Sardinhas Grelhadas no carvão é outro prato de peixe muito popular, servido regularmente nas regiões costeiras de Portugal, como a Península de Setúbal. As Sardinhas são geralmente simplesmente preparadas na grelha com azeite. O salmonete também é uma especialidade da Península de Setúbal, enquanto a lampreia e o salmão são mais comuns na culinária   Minhota.

Notas de harmonização do vinho: Os novos e emocionantes brancos produzidos hoje em Portugal oferecem várias opções para harmonizar com peixe. Brancos encorpados e tintos leves a médios (se não muito frutados) são adequados para harmonizar com pratos de Bacalhau. Arinto, Loureiro, Antão Vaz e outros brancos combinam bem com  pratos de peixe e marisco, desde que não sejam amadeirados. Um rico Viosinho ou uma mistura de Gouveio, Roupeiro ad Rabigato também funciona muito bem. Os vinhos frescos e crocantes da região do Vinho Verde combinam lindamente com a maioria dos sushi. Tintos mais claros como os da uva Castelão ou Pinot Noir são também excelente opção. Os tintos mais pesados ​​funcionam com pratos de Bacalhau feitos com uma tomatada (molhos de tomate, azeitonas e cogumelos). Experimente os estilos Trincadeira, Castelão ou Aragonez, de leves a médios, com sardinha assada, ou junte Alicante Bouschet a bacalhau bem temperado. E acima de tudo, divirta-se enquanto faz isso com amigos e familiares.

The Best Portugal Premium Wines and moments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *